Resultado do teste: Que tipo de investidor você é

No post anterior, lançamos o teste que te ajudaria a definir qual o seu perfil de investidor. Se você ainda não o fez, faça aqui, são apenas 10 questões com 2 alternativas cada.

Agora, vamos analisar as suas respostas e mostrar em que lugar seu perfil mais se ajusta e quais as nossas sugestões de investimentos para você.

Preparado? Então conheça cada perfil explicado no livro de Weldes Campos “Como aprender a investir”, disponível para download gratuito aqui.

 

Perfil Conservador

Se a maioria das suas respostas forem as seguintes, você se enquadra no perfil conservador: 1)B 2)A 3)A 4)A 5)B 6)A 7)B 8)B 9)B 10)B

Você prefere segurança e não ter surpresas desagradáveis com seu dinheiro, mesmo que elas sejam temporárias. Por conta disso, evite investir em coisas mais arriscadas.

Mesmo que no longo prazo o retorno seja maior, os altos e baixos podem afetar muito suas emoções e decisões de investimento.

Alocação Sugerida:

  • 10% em investimentos arriscados (bolsa de valores, fundos que buscam superar o Ibovespa)
  • 30% em investimentos moderados (fundos imobiliários, fundos que buscam superar o CDI)
  • 60% em investimentos conservadores (títulos pós-fixados, CDBs e fundos que buscam superar a inflação)

 

Se as suas respostas variaram até 5 vezes do gabarito conservador, você se enquadra no perfil moderado:

Perfil Moderado

Você deve buscar investimentos que ofereçam mais retorno do que títulos públicos e renda fixa, porém evite os que podem ter muitas variações de valor como ações de companhias menores ou fundos de investimento muito agressivos.

Alocação Sugerida:

  • 30% em investimentos arriscados (bolsa de valores, fundos que buscam superar o Ibovespa)
  • 30% em investimentos moderados (fundos imobiliários, fundos que buscam superar o CDI)
  • 40% em investimentos conservadores (títulos pós-fixados, CDBs e fundos que buscam superar a inflação)

 

Se as suas respostas variaram até 7 vezes do gabarito conservador, você se enquadra no perfil arrojado:

Perfil Arrojado

Você tem sangue frio e lida bem com riscos. Procure investir seu dinheiro de longo prazo em investimentos com maior potencial de retorno, deixando pelo menos 25% do seu patrimônio em investimentos seguros.

Alocação Sugerida:

  • 60% em investimentos arriscados (bolsa de valores, fundos que buscam superar o Ibovespa)
  • 20% em investimentos moderados (fundos imobiliários, fundos que buscam superar o CDI)
  • 20% em investimentos conservadores (títulos pós-fixados, CDBs e fundos que buscam superar a inflação)

 

Perfil Muito Arriscado

Se o seu gabarito bater muito com esses resultados: 1)A 2)B 3)B 4)B 5)A 6)B 7)A 8)A 9)A 10)A você é do perfil muito arriscado.

Cuidado! Risco pode significar mais retorno, porém é importante ter uma reserva de dinheiro sempre garantida e à mão para momentos turbulentos.

 

Alocação Sugerida:

80% em investimentos arriscados (bolsa de valores, fundos que buscam superar o Ibovespa)

10% em investimentos moderados (fundos imobiliários, fundos que buscam superar o CDI)

10% em investimentos conservadores (títulos pós-fixados, CDBs e fundos que buscam superar a inflação)

 

O que mais considerar no seu Perfil?

Além de saber como você lida com as perdas e como lida com o risco, é importante considerar também outros fatores na hora de encontrar seu perfil de investidor:

Duração do Investimento

Por quanto tempo você pretende deixar seu dinheiro investido:

Curto prazo: até 3 anos

Médio prazo: de 4 a 9

Longo prazo: acima de 10 anos

 

No próximo post falaremos do perfil profissional, aquele tido como ideal e que todo investidor precisa conhecer e se espelhar para alcançar os melhores resultados.

Até a próxima.