APRENDER A APRENDER, O GRANDE SEGREDO

Conteúdo retirado do Livro Aprenda Como Investir – Guia Definitivo Baixe aqui

Se existe um segredo na aprendizagem sobre tudo na vida, esse segredo é “aprender a aprender”. A diferença entre um grande profissional investidor e um que não tem sucesso algum não está no “jeito ou no dom para investir” ou na “inteligência” de cada um, mas sim no fato de que um aprendeu a aprender de forma correta e o outro não.

Nós queremos que, através dos nossos métodos, você se torne praticamente um autodidata, uma pessoa capaz de fazer seus estudos de investimentos por conta própria, sabendo exatamente o que funciona e o que não funciona na hora de investir, criando seus próprios métodos de investimentos, estratégias e até mesmo ferramentas.

Com isso tudo em mente, eu gostaria de lhe pedir que agora, neste exato momento que você defina um novo objetivo para seus estudos como investidor: defina que você não somente aprenderá a investir, mas que também aprenderá a aprender investir de uma forma simples e efetiva, pois depois que dominar de vez essa técnica, seja onde quer que for aplica-la, os resultados serão mera consequência dos seus esforços.

Colocaremos links durante todo este Guia. Incluímos Vídeo Aulas Grátis para que você possa aproveitar ao máximo o que irá aprender.

Nunca investiu antes? Calma!

Se você não entender alguma palavra do que for falado aqui, não se preocupe. Apenas entenda que o mercado financeiro sempre se baseará na compra e venda de valores. Sim. Valores. Contratos, títulos, ações de empresas, moedas, índices entre outros. Sejam eles quais forem.

Quem é o mercado financeiro?

É onde as PESSOAS negociam valores. O mercado financeiro faz ligação entre PESSOAS ou empresas que tem dinheiro e pessoas ou empresa que precisam deste dinheiro.

É composto por três grupos:

Autoridades monetárias: Responsáveis pelo cumprimento da política monetária nacional com medidas para reduzir ou aumentar a oferta da moeda. Exemplos no Brasil: Conselho Monetário Nacional – CMN e pelo Banco Central.

Autoridades de apoio: São coadjuvantes da execução da política monetária e reputação do mercado financeiro. Atuam de acordo com o seu objetivo principal em parte do mercado. No Brasil CVM, Banco do Brasil, BNDES, Caixa Econômica são exemplos.

Instituições Financeiras: São os participantes em geral do mercado financeiro. As instituições de crédito, corretoras, bancos entre outros.

Negociação nos Mercados Financeiros

Ao realizar um investimento, você estará comprando um título/contrato, como se fosse uma nota promissória, que pode te dar direitos.

Em alguns casos, você irá realizar apenas empréstimos, seja para o governo, bancos ou empresas, em outro se tornará “sócio” da empresa. Apesar de existirem diferentes tipos de investimentos, eles devem ser categorizados de duas formas: os investimentos em Renda Fixa e os de Renda Variável.

Investimentos de Renda Fixa

Você não precisa de NENHUM CONHECIMENTO técnico para começar, mas precisará saber o que está fazendo, é claro.

Basicamente você empresa dinheiro para o governo por exemplo e de volta, eles te pagaram juros. No Brasil, na categoria Renda Fixa estão enquadrados todos os investimentos que no momento da contratação você já conhece qual será a taxa que você poderá receber de juros do valor do seu investimento, ou seja, você sabe a taxa que o emissor vai lhe pagar pelo seu investimento (empréstimo feito por você a ele), mas não necessariamente o valor final que a aplicação terá (inclua impostos e mudanças da taxa de juros, falamos mais sobre isso depois).

Em resumo: Renda Fixa é um investimento com risco de perda próximo a ZERO (próximo ao risco da poupança) e os mais conhecidos são: Tesouro Direto, CDB, Letras de Crédito Imobiliário LCI, LCA.

Você encontrará estas opções de investimentos no seu banco ou corretoras em todo Brasil.

A taxa de retorno deste seu investimento, ou seja, o lucro que você pode obter está diretamente ligado a taxa de juros (Selic) praticada atualmente no país.

A Selic é a taxa básica de juros da economia no Brasil, utilizada no mercado interbancário para financiamento de operações com duração diária, lastreadas em títulos públicos federais. A sigla SELIC é a abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia.

Renda Variável

Eu construí todo meu patrimônio dos sonhos em poucos anos em renda variável. Já formei mais de 20 mil alunos na área e garanto: é um salto financeiro quando se aprende da forma certa.

Os títulos, fundos de investimento, ações, moedas e ativos de renda variável são aqueles que não seguem e não possuem taxas pré-fixadas de retorno do seu investimento, o que torna difícil determinar qual será seu rendimento.

Nesta categoria estão as ações das empresas, mercadorias — como o café, sofá e milho —, moedas e outros tipos de contratos negociados na Bolsa de Valores em todo mundo.

Neste GUIA irei dedicar alguns capítulos exclusivos sobre Renda Variável para que você se sinta segura em aplicar seus investimentos sem correr riscos desnecessários. Você vai precisar de conhecimento técnico aqui.

 

 

RESUMINDO:

O mercado financeiro é fascinante ainda mais nos dias de hoje onde através de um computador conectado à internet você pode ser ‘sócio’, vende e comprar ações, moedas e títulos nos mercados financeiros com menos de R$100 reais e sem muita burocracia a partir de casa. Sério.